Loja

Cadeira Iron

Xavier Pauchard vivia na França e, junto com o seu pai e o seu avô, trabalhava fazendo telhados de zinco. Em 1907, Pauchard descobriu que poderia proteger a chapa de metal da ferrugem, por imersão em zinco fundido, ou seja, ele descobriu a galvanização (que foi patenteada na França, em 1837). A ideia bateu forte, bateu rude, e além de melhorar os telhados de seus clientes, Pauchard começou a pensar em fazer móveis para a área externa.

E assim surgiu em 1927 a Tolix, sua fábrica de itens domésticos feitos com metal galvanizado. Ali eram produzidas cadeiras, poltronas, banquetas e móveis que eram resistentes à ferrugem e empilháveis, o que fez sucesso em fábricas, escritórios e hospitais, bem como nos cafés e em parques públicos.

Foi projetada para a área externa, e é por isso que existem furos nos assentos – para permitir que a chuva escorra.

Aliás, por falar em cafés e bares, a Tolix era distribuída em troca de contratos de cervejarias, como hoje no Brasil acontece com aquelas cadeiras de metal ou madeira desmontáveis. Por conta disso a Tolix se tornou onipresente na França, e acabou ganhando o apelido de “Francesinha”.

Hoje a Tolix é uma cadeira clássica, um ícone da estética industrial, que continua uma das favoritas dos cafés e cozinhas retrô em todo o mundo. Faz parte das coleções do MoMA, em Nova York, o Centro Pompidou, em Paris e da coleção de design Vitra em Weil am Rhein, na Alemanha. E a gente continua amando

Categoria:
WhatsApp chat